Español

Oscar Niemeyer (Brasil)

image
2002 Artes Visuales
  Premio Konex Mercosur

Oscar Niemeyer
Premio Konex Mercosur 2002: Artes Visuales (Brasil)


Nació el 15/12/1907 en Río de Janeiro (Brasil). Se graduó en la Escola Nacional de Belas Artes en Río de Janeiro en 1934, cuando se unió a un grupo de arquitectos brasileños que colaboraba con el francés Le Corbusier en la construcción del nuevo Ministerio de Educación de Río de Janeiro. Esta experiencia fue muy formativa para el joven arquitecto y lo marcaría durante toda su vida. En 1942, creó una serie de edificios que tomaron prestado elementos del estilo barroco brasileño.

En 1956 fue nombrado Consejero de Nova Cap, entidad encargada de llevar a cabo el proyecto de Lucio Costa de dar una nueva capital a Brasil. Al año siguiente se convirtió en el Arquitecto Jefe, diseñando los más importantes edificios públicos de la nueva ciudad llamada Brasilia, esos edificios marcaron un período de especial creatividad para Oscar Niemeyer y la piedra fundamental del estilo que lo ha hecho tan relevante para la historia de la arquitectura. Son de este período sus obras más célebres: el Palacio del Alvorada (1957), la Capilla de Nuestra Señora de Fátima (1958), el Teatro Nacional (1958), el Congreso Nacional (1958), la Catedral Metropolitana (1958) y el Palacio Itamaraty (1962), entre otros. Fuera de Brasil proyectó obras de gran importancia, como la Universidad de Constantine en Argelia (1969), la Sede del Partido Comunista francés (1965-80) y el Centro Cultural de Le Havre (1972), también en Francia. Retomó su carrera en Brasil enseñando en la Universidad de Río de Janeiro y trabajando en forma privada. Entre sus obras más recientes destacan el Museu de Arte Contemporânea de Niteroi, Brasil. 

En 1970 fue galardonado con la Medalla de Oro del American Institute of Architecture y en 1988 recibió el Pritzker Prize y el Príncipe de Asturias en 1989. En 1996 recibió el León de Oro en la Bienal de Venecia. En 1998 el Royal Gold Medal del Royal Institute of British Architects y en 2001 el Premio Unesco.

En 2002 se le otorgó el Premio Konex Mercosur correspondiente a Brasil. El jurado lo integraron: Marcelo Mattos Araujo (JKM), Fabio Magalhaes (JKM), José Botafogo Gonçalves (JKM), Rosa María Ravera (PK) y Luis Ovsejevich (JKM). El 31 de julio de 2003 lo recibió en el Consulado General de la República Argentina en Río de Janeiro, ciudad en la que vive y trabaja.

Falleció el 5/12/2012.

 

Biografía ampliada (en portugués):

1907
Nasce no Rio de Janeiro.

1928
Conclui o curso secundário no Colégio dos Barnabitas Santo Antônio Maria Zaccaria.

1929
Matricula-se na Escola Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro, que seria dirigida, a partir de 1931, por Lucio Costa.

1934
Obtém o diploma de engenheiro arquiteto no Rio de Janeiro.

1935
Inicia vida profissional no escritório de Lucio Costa.

1936
No escritório de Lucio Costa participa da equipe que desenvolve o projeto do Ministério da Educação e Saúde, (MES), composta  por Carlos Leão, Afonso Reidy, Jorge M. Moreira e Ernani Vasconcelos, entre outros.

Conhece o arquiteto Le Corbusier, que chega ao Rio de Janeiro, a convite de Lucio Costa como consultor para os projetos do MES e da cidade Universitária, e Gustavo Capanema, Ministro da Educação e Saúde do governo Getúlio Vargas.

1937
Projeta a Obra do Berço, no Rio de Janeiro, seu primeiro projeto construído.

1939
Convidado por Lucio Costa, viaja a Nova Iorque como membro da equipe que projeta o Pavilhão do Brasil na Feira Mundial de Nova Iorque.

Recebe a Medalha Cidade de Nova Iorque.

1940
Conhece o prefeito de Belo Horizonte Juscelino Kubitschek, que o convida a projetar o Conjunto da Pampulha.

1945
Ingressa no Partido Comunista Brasileiro.

1946
Projeta a sede do Banco Boavista no Rio de Janeiro.

1947
Viaja a Nova Iorque como membro do Comitê de Planejamento da ONU encarregado do desenvolvimento do projeto de sua sede.

1949
Recebe o título de Membro Honorário da Academia Americana de Artes e Ciências.

1950
É publicado nos EUA o livro The Work of Oscar Niemeyer, de Stamo Papadaki.

1952
Projeta sua residência na Estrada das Canoas, no Rio de Janeiro.

1954
Convidado a participar do projeto de um conjunto de edifícios para o bairro Hansa, como parte do programa de reconstrução de Berlim, juntamente com outros 15 arquitetos de renome internacional, Niemeyer realiza sua primeira viagem à Europa visitando ainda a Polônia, Tchecoslováquia e União Soviética.

Projeta o Museu de Arte Moderna de Caracas, Venezuela.

1955
Funda a revista Módulo, no Rio de Janeiro.

1956
Convidado pelo presidente Juscelino Kubitschek para projetar a nova capital do Brasil é nomeado diretor do departamento de arquitetura da NOVACAP, empresa responsável pela construção de Brasília. É encarregado de organizar o concurso para escolha do Plano-piloto de Brasília, participando também da comissão julgadora.

1957-1958
Em Brasília, projeta o Palácio da Alvorada, o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto, o Supremo Tribunal Federal, entre outros.

1962
É nomeado coordenador da Escola de Arquitetura da recém criada Universidade de Brasília - UnB.

Viaja ao Líbano para projetar a Feira Internacional e Permanente de Trípoli e o Conjunto Esportivo no Líbano.

1963
Recebe o Prêmio Lênin Internacional do Comitê de Prêmio Lênin, URSS.

É nomeado membro honorário do Instituto Americano de Arquitetos dos Estados Unidos.

1964
No Brasil o governo militar suspende a publicação da revista Módulo.

É nomeado membro honorário da Academia Americana de Artes e Letras e do Instituto Nacional de Artes e Letras de Nova Iorque.

1965
Retira-se da Universidade de Brasília com mais 200 professores, em protesto contra a política universitária.

Viaja à Paris para a exposição de sua obra - Oscar Niemeyer - L’architecte de Brasília - no Pavilhão Marsan de Artes Decorativas, Palácio do Louvre.

Recebe a Medalha Prêmio Juliot-Curie e o Grande Prêmio Internacional de Arquitetura e de Arte, da revista L’Architecture d’Aujourd’hui, ambos em Paris.

Começa a realizar projetos para diversos países na África e Europa, entre os quais a sede do Partido Comunista Francês, em Paris.

1967
Impedido de trabalhar no Brasil, decide se instalar em Paris. O General de Gaulle lhe concede autorização para executar sua profissão na França.

1968
Na Itália é convidado a realizar o projeto da sede da Editora Mondadori.

1969
Na Argélia, projeta a Universidade de Constantine.

1971
É lançado na França o modelo base de poltrona projetada por Niemeyer, sua primeira incursão no campo de mobiliário industrializado e comercializado.

1972
Em Paris, abre seu escritório nos Champs Elysées. Projeta a Bolsa do Trabalho de Bobigny e o Centro Cultural de Le Havre.

1975
Projeta a sede da Fata Engeneering na Itália, onde é publicado seu livro Oscar Niemeyer.

No Rio de Janeiro, a revista Módulo volta a ser publicada.

É nomeado Comendador da Ordem do Infante D. Henrique, Portugal.

1978
Com um grupo de intelectuais e políticos, funda o Centro Brasil Democrático - CEBRADE, do qual é eleito presidente.

1979
É condecorado Oficial da Ordem da Legião de Honra da França.

No Centre Georges Pompidou, em Paris, França, é realizada a exposição retrospectiva sobre sua obra Oscar Niemeyer, Architècte, mais tarde levada ao Palazzo Grassi, em Veneza, Itália, e para a Basílica de Saint Croce, em Florença.

1982
Projeta a Passarela do Samba, no Rio de Janeiro.

1983
Entre junho e julho realiza-se, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, uma exposição retrospectiva de sua obra.

Realiza-se a exposição From Aleijadinho to Niemeyer, no Salão de Exposições da Organização das Nações Unidas, em Nova Iorque, a qual segue depois para o Departamento de Arquitetura do Instituto Tecnológico do Estado de Illinois, Chicago.

Projeta com Darcy Ribeiro, no estado do Rio de Janeiro, o sistema de escolas públicas denominadas CIEPs – Centro Integrado de Educação Pública.

1985
Volta a desenvolver projetos para Brasília.

Recebe a condecoração de Grande Oficial da Ordem do Rio Branco.

1987
Projeta o Memorial da América Latina em São Paulo, e o edifício sede do Jornal l´Humanité, na França.

Realiza-se a exposição Oscar Niemeyer - Architetto, no Palazzo a Vela, em Turim, Itália, a qual segue depois para Bolonha e Pádua.

Na ocasião, é lançado o livro de Lionello Puppi sobre Oscar Niemeyer.

1988
Recebe o Prêmio Pritzker de Arquitetura, em Chicago, nos Estados Unidos.

1989
Recebe o Prêmio Príncipe de Astúrias das Artes da Fundação Principado de Astúrias, Espanha.

Nomeado Membro Honorário do Real Instituto dos Arquitetos Britânicos.

1990
Junto com Luiz Carlos Prestes, desliga-se do Partido Comunista Brasileiro.

Recebe a Medalha do Colégio de Arquitetos de Catalunha, Barcelona, Espanha, em cerimônia realizada no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro.

Recebe o título de Cavaleiro Comendador da Ordem de São Gregório Magno, do Vaticano, Itália.

É realizada a exposição Óscar Niemeyer na Sala Plaça Catalunya, na Fundació Caixa de Barcelona, Espanha, a qual segue depois para Londres e Turim.

Na ocasião, é lançado o livro Oscar Niemeyer, de Josep M. Botey.

1991
Projeta o MAC de Niterói, no Rio de Janeiro, e o Parlamento da América Latina, em São Paulo.

Recebe a Grã-Cruz da Ordem do Rio Branco.

1996
Projeta o Monumento Eldorado Memória, doado ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra.

Recebe o Prêmio Leão de Ouro da Bienal de Veneza por ocasião da VI Mostra Internacional de Arquitetura. No Pavilhão do Brasil é realizada uma exposição sobre sua obra.

1997
Em homenagem ao seu aniversário, realizam-se diversas mostras no Brasil.

Inicia os estudos para o Caminho Niemeyer, Niterói, no Rio de Janeiro; o Museu de Arte Moderna de Brasília; a sede da empresa TECNET - Tecnologia e o Paço Municipal de Americana, em São Paulo, e o Centro de Convenções do Riocentro, na cidade do Rio de Janeiro.

1998
No Pavilhão Manoel da Nóbrega - Parque do Ibirapuera, em São Paulo, é realizada a exposição retrospectiva sobre sua obra Oscar Niemeyer 90 Anos.

Recebe a Royal Gold Medal do Royal Institute of British Architects - RIBA.

Inicia os estudos para os projetos do Centro Cultural de Santa Helena, no Paraná, o Complexo arquitetônico Memorial e Palácio Legislativo Ulysses Guimarães, em Rio Claro e a Escola de Música Guiomar Novaes, em São João da Boavista, em São Paulo, o Memorial Darcy Ribeiro no Sambódromo, no Rio de Janeiro, o Memorial Maria Aragão, em São Luis do Maranhão, o Monumento Marco de Touros e o Presépio de Natal, em Natal, no Rio Grande do Norte.

1999
Projeta, entre outros, o novo Teatro no Parque do Ibirapuera em São Paulo, o Setor Cultural de Brasília, o Centro Administrativo de Betim, em Minas Gerais, além do Monumento Comemorativo aos 500 Anos do Descobrimento do Brasil em São Vicente, SP.

Realizam-se as seguintes exposições: no Museu de Arte Contemporânea de Niterói a exposição Escultura de Oscar Niemeyer; no Riocentro, Rio de Janeiro, a exposição Oscar Niemeyer 90 Anos, a qual segue depois para Buenos Aires, Argentina e Brasília.

2000
Projeta o Módulo Educação Integrada – MEI, creches populares incorporadas aos Centros Integrados de Educação Pública - CIEPs; o Centro Administrativo de Goiânia, o Memorial Cassiano Ricardo em São José dos Campos, SP, além da Sede da UNE na Praia do Flamengo, no Rio de Janeiro e o auditório em Ravello, na Itália.

No Rio de Janeiro é lançado, o documentário Oscar Niemeyer um arquiteto engajado em seu século, do cineasta belga Marc-Henri Wajnberg.

2001
Projeta a Residência em Oslo, Noruega, o Acqua City Palace Moscou, Rússia, o Auditório e Salão de Exposições da Faculdade Cândido Mendes, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, o anexo do hotel Copacabana Palace no Rio de Janeiro, o Centro de Memória do DOI-CODI, em São Paulo e o Museu do Cinema, em Niterói, Rio de Janeiro.

Recebe a Medalha da Ordem da Solidariedade do Conselho de Estado da República de Cuba, a Medalha do Mérito Darcy Ribeiro do Conselho Estadual de Educação do Estado do Rio de Janeiro, o Prêmio UNESCO 2001, na categoria Cultura e os títulos de Grande Oficial da Ordem do Mérito Docente e Cultural Gabriela Mistral, do Ministério da Educação do Chile e de Arquiteto do Século XX, do Conselho Superior do Instituto de Arquitetos do Brasil.

Realiza-se a exposição Oscar Niemeyer 90 anos, no Pavilhão de Portugal do Parque das Nações em Lisboa, Portugal.

2002
Projeta, entre outros, o Centro Cultural e Esportivo da Escola de Samba Unidos de Vila Isabel no Rio de Janeiro, o Memorial Oswaldo Aranha no Rio Grande do Sul, a Escola de Direito em São Bernardo do Campo, São Paulo, e a Escola do Jovem Empresário em Brasília.

Em fevereiro, realiza-se a exposição retrospectiva Oscar Niemeyer 90 anos no Jeu de Paume, em Paris, França e, em setembro, no CIVA-Centre International pour la ville, l´architecture et le paysage, em Bruxelas, Bélgica.